quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sacramentos - Encontro de Catequese



________________________Catequese com Crianças________________________
A definição exata de Sacramento é: "Um sinal visível e eficaz da graça, instituído por Jesus Cristo, para nossa santificação".
Podemos dividir em três partes:

1º Um sinal sensível

2º Instituído por Jesus Cristo

3º Graça

1º Um sinal sensível
Constitui a parte material do Sacramento. Nos sinais que constituem a parte material de um sacramento, temos dois elementos: O primeiro é o objeto material que se utiliza, que denominamos matéria do Sacramento; por exemplo: água no Batismo, óleo na Crisma.

Essa ação em si, não teria significado se não manifestasse algum propósito. Tem que acompanhá-la algumas palavras ou gestos que lhe dêem significado.
Esse segundo elemento do Sacramento chamamos de forma. No Sacramento do Batismo a água é a matéria, as palavras . . . eu te batizo . . . é a forma.

2º Instituído por Jesus Cristo
O poder humano não pode ligar a graça interior a um sinal externo. Isso é algo que somente Deus pode fazer, e que nos leva a segunda definição de Sacramento: "Instituído por Jesus Cristo". A Ascensão do Senhor pôs ponto final na instituiçã dos Sacramentos; e não pode haver nunca nem mais, nem menos que sete Sacramentos, os setes Sacramentos que Jesus nos deu.

Graça

Voltando a nossa atenção para o terceiro dos elementos da definição de Sacramento, vemos que seu fim essencial é dar a Graça santificante.

Graça é um dom sobrenatural e interior de Deus, concedido para nossa própria salvação. É a estreita união; é a sintonia com Deus.


Um Sacramento dá a Graça por si e em si, pelo seu próprio poder. Isto não quer dizer que nossa disposição interior não faça diferença. As nossas disposições interiores, no entanto afetam a quantidade de graça que recebemos. Quanto mais viva a nossa fé, tanto maior será a graça recebida.

As nossas disposições não causam a graça, simplesmente removem os obstáculos a sua recepção. As disposições de quem administra o Sacramento não influem no seu efeito.
ORDEM NATURAL
ORDEM SOBRENATURAL
Nascer: Entrada na vida terrena.Batismo: Filiação Divina
Crescer: Maduro, forte, responsávelCrisma: Maturidade cristã, fortalecimento na fé, cristão atuante.
Alimento: Conserva a vidaEucaristia: Nos alimenta, conserva a vida
Remédio: Cura as enfermidadesConfissão: Cura as enfermidades espirituais: reconciliação.
Sacerdócio: Compromisso com a comunidade - espiritual.Ordem: Vem o padre para guiar a comunidade.
Casamento: Compromisso de amor e família.Matrimônio: Vem a Igreja para abençoar.
Morte: Fim da vida terrena.Unção dos enfermos: Conforto para a triunfal viagem de volta à casa do Pai.
Fonte: CATEQUISAR

5 comentários:

  1. Bom dia Jonathan,

    Fiquei em dúvida quanto a pergunta em sua atividade... a resposta seria o Padre? Mas ele não contrai o matrimônio... depois volto para ver a resposta, ok?

    Paz de Cristo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Jonathan, bom dia! Passei pra fazer uma visitinha e contar que consegui colocar uma ideia sua em prática. Finalmente consegui levar o Catequese em Família pra minha turma e tem sido maravilhoso. Que Papai do Céu te abençoe e o Espírito Santo derrame dons em abundância sobre você. Um abraço e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
  3. Quero em primeiro lugar desejar a você um feliz dia do catequista,e te dizer que adorei seu blog e que venho nele todos os dias visitar pois sou catequista ha mais de 20 anos e estou aprendendo muito,hoje a vivencia do CRISTO VIVO e muito mais forte do que qualquer livrinho que se segue,bem estamos colocando algumas de suas idéias em prática bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariluce, também desejo a você um feliz dia dos catequistas e muito obrigado pelo carinho, fico também feliz pelo blog Catequese com Crianças está ajudando vocês em sua comunidade.
      Um grande abraço.

      Excluir
  4. To encantada com o blog! SOu catequista e estou sempre buscando maneiras e dinâmicas diferentes para conduzir os encontros! Parabéns pelo trabalho que realiza!

    ResponderExcluir

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz