segunda-feira, 2 de julho de 2012

Moisés - Encontro de Catequese

Oração Inicial: Preces espontâneas.
Motivação (ver):
- Lembrar os catequizandos do encontro anterior. Explicar o filme do encontro anterior e perguntá-los sobre o que entenderam da história de José.
- Depois, perguntar aos catequizandos sobre o que eles fazem diante de uma injustiça que acontece na rua, na escola, no trabalho ou em outros lugares. E se eles já procuraram defender alguém mais fraco do que eles.
Colocação do Tema (julgar)
Leitura Bíblica: Êx 2,1-10; 3,1-8; 12,1-14.
- José e seus irmãos formaram um povo que ficou escravo do Faraó. Como aumentava cada dia mais o número de hebreus. o Faraó mandou que matassem todos os filhos que nascessem desse povo. É aqui que começa a história do personagem de Moisés.
- O Rei Faraó, de quem nos fala o Livro do Êxodo, começa a reinar muito tempo depois da época em que José levara para o Egito seu pai e seus irmãos. Quanto tempo se passou? A Bíblia fala em 400 anos...
- Nessa época o Egito era uma civilização muito rica. A vida rural era muito próspera: em algumas regiões chegavam a ser feitas quatro colheitas por ano, porque as águas eram represadas tecnicamente. A cultura era muito adiantada.
- "Mas os filhos de Israel, feculdos como eram, multiplicaram-se, tornaram-se numerosos e extremamente poderosos" (Êx 17)

- Havia uma grande preocupação com os ricos: o aumento da população pobre. A multiplicação dos hebreus na terra egípcia começa a inquietar os dirigentes do país. (Êx 1,9-10). O governo da ordens para o controle da natalidade dessa população estrangeira. A Bíblia fala, particularmente, de duas decisões dos governantes:
1- Trabalhos forçados para os hebreus.
2- Mais radical: o decreto para matar todos os filhos dos hebreus do sexo masculino (Êx 1,5-22)
- Assim Moisés nasce no Egito neste período de repressão e escravidão dos hebreus. Ele é um menino da Tribo de Levi. Seu nascimento é o nascimento de um povo, o povo de Israel. Durante algum tempo a mãe o esconde e, para evitar que ele morra, coloca-o numa cesta e o abandona no rio Nilo (Êx 2,10). Mas salvo das águas pela princesa egipcia, Moisés é educado em ambiente principesco e "iniciado em toda sabedoria dos egípcios" (At 7,22). A partir dessa introdução, abaixo seguem algumas pistas para falar do tema aos catequizandos:
1 - Falar da vocação de Moisés, que era a de libertar o seu povo 
2 - Falar das dificuldades na missão de libertação do povo.
3 - As 10 pragas do Egito
4 - A Páscoa: que simboliza a libertação desse povo.
5 - A saída do Egito
Ação (Agir Transformador):

 Conversar com os catequizandos os seguintes tópicos:
- Os descendentes de Abraão estavam sofrendo muito por causa do Faraó.
- Perguntar aos catequizandos se hoje acontecem coisas parecidas no seu bairro, na escola, na sua rua, no Brasil, no mundo...
- Moisés foi adotado pela filha do rei. Poderia ter tido uma vida tranquila e feliz, tendo à sua disposição muitas riquezas, mas Moisés olhou o sofrimento do seu povo.
- Moisés quis defender o seu povo, por isso zombaram dele e ele foi perseguido.
- Deus gosta daqueles que não fecham os olhos e o coração diante do sofrimento dos irmãos, por isso escolheu Moisés para uma grande missão: ser líder do povo de Deus.
- O que é ser escravo hoje?
- Como reviver hoje a experiência de Moisés?

Atividades: Texto motivacional e atividade
Celebração
Começar com um canto sobre libertação  e fazer depois, um momento de silêncio para o catequizando falar com Deus sobre os sofrimentos do povo, hoje.
Colocar numa oração espontânea, as preocupações da nossa família e comunidade.

Bibliografia: Livro do Catequista: fé,vida e comunidade. Centro Catequético Arquidiocesano: coordenação Ir. Mary Donzellini). São Paulo: Paulus, 1994.(CATEQUESE KIDS)


Um comentário:

  1. AGRADEÇO A DEUS POR ME DA UM RECURSO, COMO ESSE
    QUE ME DA A OPÓRTUNIDADE DE PESQUISAR E ENCONTRAR PAGINAS MARAVILHOSAS, COMO ESSA SUA OBRIGADA PELAS SUAS SUGESTÕES ME AJUDARÃO MUITO A ATRABALHAR ESSE TEMA, E PODER PREGAR A PALAVRA DE DEUS COM SEGURANÇA E MAIS CONHECIMENTO. QUE DEUS ILUMINE A TODOS QUE ORGANIZARAM ESSA PAGINA.

    ABRAÇOS.
    TÂNIA

    ResponderExcluir

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz