domingo, 12 de agosto de 2012

Dia dos Pais e um Testemunho de fé

As vezes acontece cada coisa nos encontros de catequese que só Deus explica. No encontro (11/08) o tema da catequese foi vocações com foco na vocação familiar devido as vésperas do dia dos pais. Iniciamos, colocando nossas famílias em oração, em seguida cantamos a música "oração da criança - família dos anjos", nesse momento fiquei até emocionado por ouvir aquelas vozes tão angelicais em um só coral (lindo D+).
Depois passei para um bate papo sobre as vocações com ênfase no tema "família". Confesso que ao preparar o encontro tive medo, em minha memória vinha somente um rostinho de um dos meus catequizandos. Para vocês entenderem melhor vou explicar. Meu medo era de um catequizando que se encontra numa fase muito difícil. Ele vem enfrentando problemas com a família, envolvendo os pais e o irmão mais velho. 
Antes da realização de nossa festa junina, tive um encontro, onde a turma estava totalmente agitada e dispersa, no entanto, procurando uma forma para combater tal problema, formei um diálogo com a turma, perguntei a eles o motivo da desobediência e agitação, disse também que aquele dia Jesus estava muito triste e eu também. Após dizer isso, esse suposto catequizando me disse que eu não sei o que é tristeza na vida, que triste mesmo era a vida que ele estava levando com sua família. 
Nesse momento recebi um choque que me paralisou pelo menos por uns 15 segundos, e dentro desses 15 segundos disse em meu pensamento: - E agora meu Deus? Me auxilia, por favor!
De repente, esse catequizando expôs tudo que estava acontecendo com sua família em voz alta que todos ouviram, apareceu mais foi um grito de SOCORRO. Naquele momento o que fiz, foi contar a história de Santa Mônica e citar o exemplo dessa santa que foi, converter a família através de sua fé e orações. No final do encontro pedi "ele" para esperar para uma conversa, e em particular "ele" se abriu, desabafou, chorou, colocou toda dor pra fora, e eu ? Na verdade Jesus que estava ali em meu lugar, pois um ser humano tão pequeno que nem eu, não conseguiria manter-se forte naquele momento. No final da conversa, com o semblante mais calmo, "ele" olha pra mim e faz um pedido: - Jonathan eu quero muito que um dia você vai a minha casa fazer a oração do terço, por que minha família tá precisando muito de oração. Minha resposta foi "SIM". Mas as coisas não são tão simples, não sei se concordam, mas precisava me aproximar mais desse caso, analisar território, para que de fato eu como catequista realizasse esse pedido. 
O tempo foi passando, e no decorrer, já tive oportunidade de ouvir e conversar com a mãe "dele".
Mas agora EIS O GRANDE TESTEMUNHO!!! Planejando meu encontro sobre "vocações e vocação familiar" pensei assim: - Que tal fazer a oração do terço na casa desse catequizando!!! Depois veio em mente de novo: - Mas, se os outros catequizandos ficarem com ciúmes?
Xiiiii, não poderia faltar a tal dúvida né? Mas decidir colocar tudo nas mãos de Deus. Me veio em mente fazer um sorteio, peguei caneta, papel, escrevi o nome de toda a turma nos pedacinhos de papeis, dobrei, coloquei em um saquinho e fiz o sorteio no encontro. Confesso que tive MEDO, MAS MUITO MEDO. Fiquei com medo de sair o nome de um catequizando que de fato não estivesse precisando de oração, o que eu queria mesmo era que saísse o nome "desse catequizando" que tanto sofre com os problemas familiares, até pensei em desistir do sorteio e escolher eu mesmo.
Mas Deus é justo. Fiz o sorteio e EIS A SURPRESA! O NOME QUE SAIU FOI DO CATEQUIZANDO QUE PRECISA! Eu e a catequista que me ajuda, trememos, e antes de anunciar, até mesmo para realmente acreditar no nome que estava vendo, fiz uma pergunta à turma: - Crianças, quem vai querer receber a oração do terço para as famílias em suas casas?!
Todos levantaram as mãos de menos "o suposto catequizando" que estava até olhando para outro lado, senti que ele estava com a fé abalada. Anunciei o nome, e ele abriu um sorriso, e gritou fervorosamente: - Jonathan agora estou acreditando no que você me ensinou naquele dia!!! Basta "acreditar" pra Deus nos ajudar né?
Eu, a catequista que me ajuda, a coordenadora, vibramos igual os atletas que recebem medalha de ouro. Foi muito lindo!
Agora vou marcar com a família o dia, preparar com muito zelo e carinho esse momento de oração. Eu creio "Que esta família Ressuscitará!"
Conto com a oração de todos que passam pelo blog. Rezem, para que eu como catequista possa ter discernimento e sabedoria e rezem também por esta família.
FELIZ DIA DOS PAIS!!!

11 comentários:

  1. Que testemunho mais lindo ! Tbm tenho fé que tudo vai dar certo ,não foi por acaso que ele foi o sorteado!Deus cuida da sua Obra!Estarei orando por vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Rosiene, Deus começou a agir desde o comecinho, desde quando comecei a pensar em desistir do sorteio, Deus me encorajou e permitiu que realizasse o sorteio. O que devo fazer é agradecer. Conto com suas orações tá bom?

      Excluir
  2. ARREPIEI-ME TODA COM SEU TESTEMUNHO,QUANDO DIGO QUE DEUS ENCONTRA VÁRIAS FORMAS DE SE COMUNICAR CONOSCO PESSOAS QUE CONHEÇO NÃO ACREDITAM,MAS VC SABE PORQUE ISSO ACONTECEU? PORQUE FOI SINCERO O SEU PENSAR,VC USOU O CORAÇÃO,QUANDO USAMOS O CORAÇÃO MILAGRES ACONTECEM!!
    PAZ DE CRISTO AMIGO!

    ResponderExcluir
  3. Uau, Jonathan, que arraso esse seu testemunho! Que lindo e emocionante ver a ação rápida de Jesus agindo em vc e confirmando aquela passagem que ele fala sobre "o que fizeres a um pequenino estará fazendo a mim!"Parabéns, Grande garoto, cheio de luz! grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. NOssa que lindo Jonathan ... Deus escreve certo por linhas certas , sem dúvidas ... Que Ilumine sua mente e que Nossa Senhora abraça-os com seu manto, e que o Espírito Santo te dê sabedoria para utilizar as melhoras palavras.

    ResponderExcluir
  5. Está dando pra vc perceber o quanto vc é espcial em sua missão???? Tá entendendo, ou quer que eu deesenhe...srrsrsrs Lindo, lindo, Deus age... Cuide dos outros e Deus cuidará daquilo que vc tanto precisa... beijos e força, querido!

    ResponderExcluir
  6. Deus sempre nos surpreende com Seu amor e cuidado, né? Ele é mesmo maravilhoso!
    Que o Espírito Santo te ilumine e Nossa Mãezinha passe à frente dessa missão!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Jonathan, fiquei emocionada com seu testemunho. Conte com minhas orações nessa missão tão linda. E acredite, Deus já está te capacitando. Que Deus te ilumine e continue usando seus dons como canal de graça na vida de todos que passarem pelo seu caminho. Um grande abraço e a paz de Jesus!

    ResponderExcluir
  8. Que lição! Muito bonito o que você viveu e partilhou.
    Mais uma vez se prova que Ele nunca falta!

    "E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á;
    Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á."
    Lucas 11:9-10

    ResponderExcluir
  9. Jonathan to arrepiada até agora, e é através de vc q esta familia vai encontrar a verdadeira paz, e o que eu tenho a lhe dizer é que o Espirito Santo age onde permitimos que Ele entre, por isso deixe-se ser conduzido por Ele, e Ele com certeza agira nesta familia através de vc. E tbém este testemunho tbém pode ser uma resposta a você...pense nisso..tchau fica com Deus, com certeza estarei rezando por vc e para esta familia
    tchau...
    Vanusa
    P Pte

    ResponderExcluir
  10. Querido Jonathan, 4 anos após a publicação de seu testemunho que eu vim ler. Estou encantada. Jesus tem esse poder de nos encantar... graças a Deus por Ele ter te encantado e você ter se colocado a serviço. Beijo no coração!

    ResponderExcluir

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz