quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Oração do Glória ao Pai - Atividades para Catequese

Esta explicação da "Oração do Glória" é completa e recomendo usá-la com turmas de Primeira Eucaristia, e Perseverança (a partir dos 09 anos de idade). Fica a critério do Catequista.






5 comentários:

  1. Oi Jonathan.
    Como você está?
    Olha... adorei essas atividades e as salvei no meu pc. Salvei também as que você postou sobre a oração do Credo e sobre as bem-aventuranças! Estão ótimas. Obrigada por partilhar!

    Que Deus e a Santíssima Virgem abençoe você e as crianças da sua turminha!

    Um abração!

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    adorei o seu site, porém não consigo imprimir para ficar com letras maiores. tem como enviar por e-mail?

    ResponderExcluir
  3. olá ,adoro seu blog sou catequista com crianças menores de 5 anos e gostaria que vc me ajudasse mais uma vez ,se puder claro ,queria algo para a semana das crianças ,alguma coisa tipo jogos ,brincadeiras ,quebra cabeça ,algo que eu possa dar a eles nesta semana ,se vc tiver alguma coisa assim posta para a gente tenho certeza que vc vai ajudar muitas catequistas ,este é o meu primeiro ano na catequese sou uma catequista que gosta de dar sempre alguma coisa diferente ,assim conseguimos atrair mais as crianças ,desde já te agradeço por tudo que tem nos ajudado e que DEUS te ilumine sempre !!!
    valdete silveira
    sao joao do oriente mg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valdate, hoje ainda vou atender seu pedido, aguarde!!! E sinta-se a vontade, o blog é nosso!
      Paz e luz!

      Excluir
  4. Boa tarde amigo!!!
    Jonathan ótimos trabalhinhos a serem desenvolvidos com os pequenos grandes pensantes.
    Tenha uma semana abeçoada.
    Abraços da Bia!!!
    http://pequenosgrandespensantes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz