quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Módulo 3 - Catequese e Psicologia das Idades

IDADE DE OITO A NOVE ANOS
No início desta fase, a criança que antes necessitava de muitos movimentos, de muita ação, torna-se calma, pois já começa a usar razão: pensar. Pode tornar-se consciente de suas primeiras responsabilidades.


a) A criança tem um ritmo lento e mediativo: Necessita de tempo para olhar, executar, pensar, assimilar, memorizar. A Criança gosta de cantar uma cantiga, tornar a cantar, repetir uma oração, olhar novamente para uma imagem. Quando lhe mostramos um cartaz, é preciso deixar tempo para que ela possa ver, observar.


b) Faculdade de maravilhar-se: Observa os detalhes. É capaz de ficar em admiração prolongada diante de uma flor, quando diante de um gesto de carinho de uma mãe para com seu filho. Sua admiração é no entanto, silenciosa, cheia de respeito, podendo chegar ao mistério. O catequista poderá aproveitar-se para levar a criança a admirar o mundo que a cerca. A oração dos salmos lhe convém muito especialmente. É preciso ajudá-la a expressar sua admiração e louvor.


c) Idade da Razão: É a idade dos "porquês" - A criança deseja saber tudo, o porque e o como, começa a raciocinar, mas não sabe compreender idéias abstratas. Percebe as coisas quando se trata das intenções de alguém, dos sentimentos que lhe explicam os atos.
Ex: Por que Jesus veio ao mundo? Jesus veio ao mundo porque nos ama e por que Deus nos ama.


d) Despertar a consciência moral: A criança vai se tornando capaz de distinguir o bem do mal. O certo do errado. Tem ideia do primeiro SIM e do primeiro NÃO a Deus. A criança começa a ser capaz de dizer por si mesmo, isso é bom, isso é mau. Através dessa discriminação, começa ser responsável por seus atos. Nesta idade a criança raciocina e quer saber o porque das ordens que lhe dão.


e) Avidez de saber: Está pronta para o despertar da criatividade porque enriquece o seu vocabulário com frequência à escola. Quer ler e saber tudo. O catequista deve aproveitar isso e oferecer-lhe versículos ou textos bíblicos para ler (em casa de preferência) .


f) Idade das relações pessoais: Nesta fase inicial, a criança deseja viver em harmonia, de comum acordo em comunhão com as pessoas com quem ela lida. Agora ela percebe que faz parte de um grupo de vizinhos, turma de escola, etc. A criança nesta idade necessita de mostrar seu trabalho. Deseja saber se é assim, se está bem, procura apoio afetivo no adulto. Ela quer estar de acordo com Deus, quer dar-lhe prazer. Deseja estar em comunhão com Deus. Ela deseja saber o que os adultos esperam dela, o que gostariam qye ela fizesse. Ela necessita de um clima de confiança e afeição. é muitas vezes sugestionável, consequência natural de seu contato extra familiar. Por isso deixa-se influenciar pelos outros. Parte para experiências concretas. Surge algumas dificuldades de relacionamento e de adaptação. Mentiras, invejas, complexos, timidez, são características principais desta fase, por isso exige atenção dos adultos a sua volta.


g) Sua sensibilidade é muito viva: Na medida que desenvolve fisicamente, no campo afetivo ela vai tornando-se ativa e passiva ao mesmo tempo. Ela usa dos pensamentos violentos, mas de pouca duração. Arrepende-se facilmente (é capaz de bater no irmão menor e em seguida, lhe dar um beijo). Sua afetividade se manifesta através de seu desenvolvimento físico, que é também ativo. Esta afetividade torna-se um tanto curiosa, imaginativa e experimental. Procura reagir frente a uma situação. Reage impulsivamente. A insegurança é ponto de destaque nesta fase. Por isso, reage muitas vezes com certa passividade. De alguma maneira, deseja chamar a atenção dos outros para si.


Atitudes do Catequista: O Catequista deve ensinar que aquele que fala pela voz da consciência é Deus. Deverá haver palestras sobre consciência, sobre o SIM dito a Deus. Esse despertar da consciência se faz delicadamente e sob observação. A criança que nesta idade é generosa, gosta de fazer o bem pela atração interior, isto é, pela consciência, então o catequista deverá insistir sobre o fato de ser Deus que chama. Evitar dispersão da atenção da criança. Ser claro e objetivo nas perguntas. Valorizar a criança. Interessar-se por ela e pela sua felicidade. A criança às vezes fica decepcionada consigo mesma, envergonhada, e cabe ao catequista encorajá-la, despertar sua liberdade para a graça. O catequista terá que manter este clima de amizade e abertura, e a criança será muito sensível à feição espiritual do catequista. Dar muito estímulo. Procura ser amigo. Canalizar a agressividade para o bem. É necessário uma observação contínua.


Atividades para os encontros: Palestras, desenhos livre, cantigas, descoberta das qualidades, orações dos salmos, cruzadinhas, caça-palavras, passa-tempos, frases positivas como: Deus confia em mim, jograis, reflexões, sondagem de virtudes. (Através do desenho que a criança faz podemos conhecer a personalidade dela.), contar história com fantoches, leitura bíblica.

BIBLIOGRAFIA:
  • Encontramos o Senhor - Formação de catequistas - 4ª edição - 1974;
  • Para ser catequista - Ed. Vozes 1978;
  • Didática do Catecismo - ISPAC - Ed. Vozes 1964;
  • As grandes linhas da psicologia da criança - Guy Joaquim;
  • Desenvolvimento da Criança - Paul Osterich;
  • Conteúdo e orientação para Catequese Renovada - Ed. O Recado
  • Revistas: Família Cristã; AMAE; Pais e filhos;

AOS CATEQUISTAS

"Olá povo amado de Deus! Hoje quase infartei quando a internet aqui caiu e ficou por alguns minutos fora do ar, mas Deus é bondoso e viu que tínhamos um encontro muito importante e deu tudo certo.
Estou lendo comentário por comentário, as vezes tem alguns que eu comento, outros não, mas é por que são muitos graças a Deus e eu sou um só (rsrsrsrs), mas ler, eu leio todos. 
Nos comentários percebi catequistas aflitos com problemas desagradáveis e absurdos na catequese.
Hoje o puxão de orelha vai para aqueles que dão PROVA NA CATEQUESE. Pode uma coisa dessa? CATEQUISTAS, vamos deixar nossos catequizandos enfrentar provas e questionários na escola com as matérias de português, matemática, história, geografia, ciências, etc. PROVA, só o nome nos assusta, e o nosso objetivo é fazer com que a catequese seja agradável, acolhedora, evangelizadora, formar cristãos, e PROVA na catequese só vai espantar cada vez mais os catequizandos.
Prova serve para avaliar o aprendizado dos alunos, e talvez seja esta preocupação dos catequistas em saber se seus catequizandos estão aprendendo os ensinamentos transmitidos a eles, mas existe outras maneiras de avaliar sem ser uma folha repleta de perguntinhas difíceis e assustadoras.
É bom avaliar os catequizandos para que assim nos auto-avaliamos como catequistas, mas devemos fazer isso de maneira agradável, sem que o catequizando perceba que estamos o avaliando.
Vocês querem ideias de PROVAS PARA CATEQUESE?
Nos arquivos do blog "Catequese com Crianças" tem publicados algumas ideias boas que não são assustadoras como a temida PROVA, veja nos links abaixo:
  1. CLIQUE AQUI
  2. CLIQUE AQUI
  3. Avaliação na catequese? por Imaculada Cintra"

34 comentários:

  1. Meus catequizandos tem 9 e 10 anos, estou no caminho certo, porém precisando de mais formação bíblica. Prova??? Não.Bjs Shenia.

    ResponderExcluir
  2. Amigo (posso te chamar assim?) Concordo, catequese é pra ser gostoso e prazeroso e não temido, Claudia Comin Gomes / Bebedouro-SP

    ResponderExcluir
  3. boa noite jonathan, em primeiro lugar gostaria de saber como está sua mãe, pois disse que havia passado mal?
    sobre o tema de hoje, cada dia mais estou amando. faço várias avaliações com minha turma, mas é sempre em forma de brincadeiras, estilo meninos X meninas, ou, sorteio de temas abordados anteriormente, apenas para saber como eles estão relacionando os temas, mesmo porque, como disse antes, tenho uma turminha grande, mas cada encontro eu além de evangelizar estou aprendendo com eles, é muito bom!!!!!!!! e com as dicas que vc transmite em seu blog, fica cada vez melhor nossos encontros. quero te pedir um favor, se puder é claro, vi que vc possui muitos vídeos e gostaria de saber como faço para adquirir, pois gosto muito de pelo menos 1 dos encontros do mês levar vídeos para assistir com as crianças, elas gostam muito e o aprendizado acontece bem mais fácil.
    desde já obrigada...... fique na paz de Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cleuza, com as bençãos de Deus minha mãe está melhor.
      Fico feliz por saber a maneira que você avalia seus catequizandos, bom saber que não é nada de PROVA!!! rsrsrs
      E sobre os vídeos você pode passar seu email que eu posso enviar alguns que tenho arquivado em meu computador.
      Paz e luz!!!

      Excluir
    2. fico feliz em saber que sua mãe está melhor, que Deus a abençoe.
      o email é alemicle@hotmail.com ou tb tenho educartecomfe@gmail.com que é do blog que estou tentando construir, se puder me dar uma ajudinha tb no blog eu te agradeço. estou começando a mexer com issso agora e ainda não estou familiarizada com ele.
      obrigada por tudo. Deus te abençoe. fique na paz!

      Excluir
  4. Adorei o modulo de hoje, pois minha turma deste ano será desta idade então já me deu uma luz de como devo agir bem melhor com eles. E referente à Prova não usamos na Nossa comunidade não, fazemos brincadeira e eles gostam de mais.
    Wanderson Saavedra / Luziânia - GO

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito das idéias, eu gostaria que vc me desse uma sugestão de como posso avaliar os meus pequeninos, pois sou catequista de criança de 02 a 5 anos são todos juntos na mesma salinha.Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty, bom que está gostando.
      Quanto avaliação para esta idade, acho que nem precisa se preocupar quanto a isso, tá bom?

      Excluir
  6. Gostei muito das idéias!
    Irei aproveitar bastante.
    Sueli Prates

    ResponderExcluir
  7. Essa faixa de idade é a que trabalhamos, não fazemos prova e nem avaliação, eu particularmente gosto de fazer gincana Bíblica. Estou gostando muito do curso!Vera Lucia

    ResponderExcluir
  8. Boa noite,adorei este módulo,e vejo k estou fazendo o certo,nao faço provas trabalho com a imginaçao dele o faço pensar,um ex:em um encotro falamos sobre o mel eo vinagre quando magoamos alguem ,brigamos com um coleguinha entra vinagre no coraçao ai é presiso se arremper se desculpar para poder entrar o mel,no final dei a eles um ima de abelha e uma oraçao e pedi para colocasse em um lugar e cada vez que magoasse alguem que fizesse a oraçao,e deu resultado pois uma mãe me ligou dizendo que seu filho chegou da escola e foi fazer a oraçao pois ele nao queria ter vinagre em seu coraçao.....fiquei super feliz por saber que elas aprenderao.ANA SILVIA -BOCAINA-SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem Ana Silva, isto sim é encontro de catequese de verdade. Seus encontros devem ser encantadores.
      Vamos rezar para que todos catequistas pensem na catequese assim como você.
      Parabéns!

      Excluir
  9. Boa noite eu estou gostando da formação!
    Prova na catequese é d+; eu sempre avalio a minha turma mas de uma forma lúdica faço umas perguntas sobre os temas dos encontros e faço um passa ou repassa com direito a torta na cara ou pegar algo na gelatina olha as crianças ama se lambuza

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Jonathan, estou gostando muito da formação, vc está de parabens. Ahhh adoreii a brincadeira do "fala sério/com certeza.

    ResponderExcluir
  11. Jonathan

    simplesmente amei esse módulo, pois é justamente a faixa etária de meus pequenos, não faço provas com eles, a minha avaliação é feita a cada encontro com brincadeiras e nos divertimos muito.
    Mais uma vez parabéns, que Deus continue te iluminando sempre.
    Um abraço,
    Cláudia Nunes

    ResponderExcluir
  12. Boa noite, eu não dou prova com meus catequizandos, avalio eles com as atividades passadas pelo decorrer do ano.
    Mais uma vez Parabéns, e sabia que você foi assunto na nossa pauta da reunião de catequista de hoje de minha comunidade por essa sua formação viu,as minhas amigas catequistas da minha comunidade estão estão acompanhando e adorando também viu, Parabéns .
    Uma Abraço
    Érica Magro

    ResponderExcluir
  13. Jonathan, bom dia, estou adorando, dá vontade de imprimir e fazer uma apostila de tudo que vc escreve. Sou Catequista de primeira eucaristia, meus catequizandos tiveram sua primeira comunhão no final de 2012, estou anciosa pela proxima turminha, a formação esta ótima, suas palavras e seu exemplo são um incentivo a mais nessa caminhada rumo a evangelização. um Abraço, DEUS te abençoe sempre, Josi

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Jonathan, o urso está muito bom. Estou me reciclando e bem animada para terminar uma turminha e começar outra em seguida. Aqui em minha paróquia os considerados melhores catequistas são os que comportam-se como professores, carteiras enfileiradas, forma para subir, e provas. Se tiver oportunidade de uma formação na paróquia irei ressaltar isso. Fique com Deus.
    Val

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val, melhores catequistas são aqueles que aos olhos de Deus estão de fato evangelizando com amor e que são CATEQUISTAS, por que professor atua em outro lugar totalmente oposto da catequese.

      Excluir
  15. Oi Jonathan, adorei o tema de hoje, pois é a fase que eu mais trabalho. Me identifico muito com a forma como você fala sobre cada assunto, pois tenho o mesmo amor e cuidado quando se trata de cativar as crianças e concordo plenamente que "prova" além de não medir o conhecimento de ninguém, só afasta nossas crianças da catequese, e não é isso que queremos né?! O meu pároco, na sua simplicidade, costuma dizer que nós catequistas devemos nos preocupar apenas em ensinar as crianças a amarem Jesus Cristo e se tornarem seus amigos, mas para conseguir cumprir essa missão, o catequista deve ser o primeiro a demonstrar o quanto ama Jesus e o quanto é seu amigo. Um grande abraço e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
  16. OLÁ JONATHAN JÁ TRABALHEI 2 ANOS COM ESTA IDADE E É MARAVILHOSA,ELES TEM MUITO INTERESSE EM CONHECER E SABER SEMPRE MAIS.PROVA?????USO SEMPRE MANEIRAS DIFERENTES PARA AVALIAR O CONHECIMENTO DELES. A CADA FINAL DE ENCONTRO PEÇO QUE ELES ESCREVAM SOBRE O QUE ENTENDERAM, COM PALAVRAS VINDAS DO CORAÇÃO E VOU TE DIZER UMA COISA, FICO SEMPRE SURPRESA COM AQUILO QUE ESCREVEM, ME EMOCIONAM, POIS COLOCAM ALI UM POUCO DAQUILO QUE VIVEM NO DIA A DIA. ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  17. Jonathan hoje só tenho uma palavra para todo o modulo 3 P E R F E I T O. A parte das provas sem comentarios e eu vejo este absurdo. Parabéns.
    Silvânia Moura - Paroquia Santos Anjos da Guarda - BH - MG

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Mais um dia de formação, estou cada dia mais animada e dou graças a Deus em poder participar. Eu também não concordo com provas, mas com atividades que as façam relembrar dos conteúdos abordados e os exemplos que vc citou hoje, são maravilhosos. Acredito que o mais importante é despertá-las a conhecer Jesus que é Amor,de uma forma prazerosa com orações,dinâmicas, cantos e danças que elas gostam de fazer. Logicamente dentro da evangelização. Um abraço, Deus te abençoe e até o próximo módulo. Geruzete, Manaus - Amazonas

    ResponderExcluir
  20. A formação está maravilhosa, que Deus esteja sempre iluminando você. Em minha comunidade sempre estamos alertando os catequistas a não fazerem provas e sim avaliações com jogos e brincadeiras, dinâmicas e cantos, assim as crianças compreendem melhor o tema do encontro de catequese.

    ResponderExcluir
  21. A formação está maravilhosa, que Deus esteja sempre iluminando você. Em minha comunidade sempre estamos alertando os catequistas a não fazerem provas e sim avaliações com jogos e brincadeiras, dinâmicas e cantos, assim as crianças compreendem melhor o tema do encontro de catequese.

    ResponderExcluir
  22. Desculpe não ter acessado ontem as 20:30 mas estava na missa. Hoje corri e já estou a par da formação de ontem. Estou cada vez mais encantada com as dinamicas que é onde tenho dificuldade.

    ResponderExcluir
  23. A cada dia fico mas encantada com esse curso estou muito feliz e ansiosa para chegar a catequese .
    Obrigada por tudo.N a minha comunidade tem catequista que paasam provas sim e realmente assustam as crianças ,mas eu nunca passei prova nao .
    Obrigada por tudo.
    Natália Nascimento.

    ResponderExcluir
  24. Que maravilha! Graças a Deus em cd Encontro procuro avaliar com brincadeiras ou dinâmicas o Tema que foi dado,e olha o resultado é ótimo! As crianças aprendem se divertindo!

    ResponderExcluir
  25. Amo estar com as crianças,mas esta idade é minha favorita.Eles tem uma sede de saber.Gostam de brincar,sempre animados.Perguntam muito.É um aprendizado constante para ambos.

    ResponderExcluir
  26. Esta é a idade em que as crianças na minha paróquia iniciam na catequese. Não tive ainda a oportunidade de trabalhar com essa idade, mas acredito que deve ser gratificante, pois eles querem muito saber das coisas! Tb não concordo com provas na catequese, há outras maneiras - como você mesmo indicou - de avaliar o que os catequisandos absorveram dos encontros. Bingo, palavras cruzadas, etc... muito mais divertido!

    ResponderExcluir
  27. Olá Jonathan, amei este tema, pois sou catequista de crianças nesta faixa etária, e sou catequista de primeira viagem, ainda tenho um pouco de dificuldade com os pequenos, mais depois deste modulo vc me esclareceu varias coisas que eu percebo no comportamento deles, acho que de agora em diante será tudo muito melhor, bjos Elisa

    ResponderExcluir
  28. A paz de Cristo e o amor de Maria.

    Que falta faz a modernidade! Fiquei esse tempo todo sem net, mas voltei! Que bom.

    bjs

    Monica Rosa

    ResponderExcluir

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz