segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Encontro de catequese: Somos filhos de Deus e fomos feitos à sua imagem e semelhança


Motivação:
  • Para quem Deus fez as coisas bonitas?
  • Por que o homem é diferente das plantas e animais?

Desenvolvimento do tema

Ler Gn. 1, 26-31; 2, 18-24

1. O homem foi feito a imagem e semelhança de Deus, isso quer dizer que o homem é diferente dos animais, porque: 
-é inteligente- pensa e fala o seu pensamento. Tem capacidade para dominar (trabalhar) a natureza;
-é livre-porque pode escolher entre o bem e o mal e sabe amar.

2. Todos os homens são iguais diante de Deus. A mulher tem o mesmo valor do homem e cada um foi feito para ajudar e ser ajudado para o outro.

3. O homem não nasce por acaso. Sempre Deus pensou com amor em cada um de nós. Preparou para nós as coisas bonitas do mundo e cuida, pessoalmente, de cada um. Cada pessoa é muito importante ao coração de Deus. Diz Deus, na Bíblia: "Ainda que a mãe se esqueça de seu filhinho, eu não me esquecerei de ti (Is 40, 15)".

Ação

Procurar cuidar do próprio corpo (Higiene)
Respeitar as pessoas.

Atividades: Levar para o encontro uma plantinha, um animalzinho e colocá-los ao lado de uma criança e deixar que os outros indiquem as diferenças. 
Trazer para o encontro um objeto (radinho, relógio...) para que os catequizandos observem a inteligência do homem que o construiu. Mostrar o aparelho desligado e depois funcionando.
Ou trazer uma figura grande, cortada em vários pedaços como se fosse um quebra-cabeça, para ser montado.

Celebração
Fazer com que os catequizandos aprendam a dialogar com Deus, o seu Pai, agradecendo o amor que Ele tem por nós.

Somos criação de Deus 

Objetivo: Na adolescência somos facilmente influenciados por nossos amigos. Nesta dinâmica, queremos mostrar que Deus deve ser a principal influência em nossa vida, e que nem sempre agir como o grupo age ou exige é saudável para cada um.

Participantes: Indefinido.

Tempo Estimado:
 30 minutos.

Material:
 Caneta e papel para todos os participantes

Objetivo: Na adolescência somos facilmente influenciados por nossos amigos. Nesta dinâmica, queremos mostrar que Deus deve ser a principal influência em nossa vida, e que nem sempre agir como o grupo age ou exige é saudável para cada um.

Descrição:
 Sentados em círculo, cada um recebe uma folha e uma caneta; escreve o nome e faz um desenho que represente a si mesmo (pode ser um boneco de "palitinhos" ou com detalhes), deixar uns 2 a 3 minutos, incentivar os preguiçosos e os tímidos. Observar o desenho: ele está pronto, mais ou menos, o que você gostaria de fazer?
Agora cada um passa o desenho para o colega do lado direito, pedir que ele acrescente uma coisa ao desenho, passar novamente para a direita, repetir o processo umas duas ou três vezes. Devolver o desenho ao dono.

- Observar o que foi acrescentado. Conversar sobre Deus ter nos criado (e repetir essa pergunta: o desenho está pronto, mais ou menos, o que você gostaria de fazer?). O que Deus quer de nós? E as pessoas com quem convivemos, nos influenciam? (O que elas nos dizem pode nos influenciar, o que fazem professores, amigos, acrescentam algo a nós?)

Perguntar sobre a característica que nos diferencia das outras pessoas: que temos Cristo como Salvador; desenhar um coração e uma cruz dentro dele na nossa figura. Será que estamos prontos aos olhos de Deus, o que mais falta em nós? (Deixar um minuto de oração silenciosa onde cada um deve pedir que Deus termine de "desenhá-los")


DINÂMICA PARA FECHAR O ENCONTRO

Para fechar o encontro, levei um espelho onde fui acentuando para eles que minha intenção é que eles se conhecessem como criação de Deus e como seria o rosto de Deus.
Então um a um, eu questionava assim: “Maria, você gostaria de saber como é o rosto de Deus? Eu posso te mostrar agora, você quer?” É claro que todos diziam que sim ainda um pouco assustados... então eu os levei um a um para frente do espelho e finalizava: “E aí, Deus é ou não é Lindão??” Arranquei suspiros com esse encontro. Ah, e depois que eles se viam no espelho não podiam contar para o coleguinha... assim todos se surpreenderam... porque o espelho estava camuflado. 

MÚSICA utilizada: VOCÊ É ESPECIAL – Luciana Antunes

Por Elis Cristina

4 comentários:

Caso não dê conta de comentar com o seu email, você poderá comentar clicando na opção ANÔNIMO, só não pode esquecer de deixar o nome no final de seu comentário. Desde já, agradeço seu comentário e convido a voltar sempre.

Jonathan Cruz